São José Esporte Clube

São José dos Campos, 01 de março de 2015.

História Títulos

PRIMEIRO ACESSO em 1964
Campeão da 3ª Divisão de 1964 (Hoje 2ª Divisão).
2º Jogo da Final realizado em 23 de Maio de 1965.
São José 0 x 0 Associação Bancária de Esportes (Fernandópolis).

Local : Estádio Martins Pereira.
Árbitro e Renda: sem registro.
São José: Sérgio; Baiano, Alfredo e Aníbal; Adhemar Alves e Dias; Leônidas, Ferreti, Bolacha, Valdir e Zezinho Friggi.
Técnico: Diede Lameiro.

Destaque:

Bastava o empate. No primeiro jogo o São José venceu em Fernandópolis por 2 a 1, gols de Adhemar Alves e Bolacha.; Sérgio defendeu um pênalti.
O São José sagrou-se campeão da Terceira Divisão de Profissionais de 1964 para o delírio de sua torcida, que lotou o “velho” Martins Pereira, com arquibancadas de madeira, na rua Antônio Saes. Seu destaque nesta partida voltou a ser o goleiro Sérgio, com defesas espetaculares. A equipe da Bancária de Fernandópolis revelou o atacante Téia, que mais tarde foi negociado com o São Paulo Futebol Clube. O São José finalmente iria disputar a Segunda Divisão de 1965.

 

SEGUNDO ACESSO em 1965
Campeão da 2ª Divisão de 1965 (Hoje Série A3)
Jogo Final realizado em 17 de Abril de 1966.
São José 2 x 1 AA Orlândia –

Local: Estádio Martins Pereira.
Árbitro: Anacleto Pietrobon.
Público: 3.000 (estádio lotado).
Gols: Valdir e Adhemar Alves (São José); Jonas (Orlândia).
Obs: O goleiro Sérgio, do São José, defendeu um pênalti.
São José: Sérgio; Baiano, Alemão e Ajato; Zé Américo e Adhemar Alves; Bolacha, Ferreti, Zé Luiz, Valdir e Bicudo.
Técnico: Diede Lameiro.
Orlândia: Carlos; Almeida, Fábio, Marcos e Cláudio; Joaquim e Justino; Reinaldo, Ivan, Tatu e Jonas.

Destaque:
O Esporte Clube São José sagra-se campeão da Segunda Divisão de Profissionais de 1965, totalizando 9 pontos ganhos (perdeu apenas três nesta fase final). A torcida fez a festa depois da vitória sobre o Orlândia. O Formigão foi promovido para a Primeira Divisão, o principal campeonato de “acesso” da Federação Paulista de Futebol, tendo sua estréia programada para o início do mês de maio.

 

CAMPEÃO SEM ACESSO em 1972
2º Jogo da Final realizado em 13 de Maio de 1973.
São José 0 x 0 Garça (Garça) (1ª Divisão de 1972)

Local:
Estádio Frederico Platzeck, em Garça.
Árbitro: Milton Jorge.
Auxiliares: Abel Barroso Sobrinho e Antônio Barochello.
Renda: sem registro.
São José: Mário; Carioca, Marião, Alemão e Pedro Rodrigues; Dandô e Zé Carlos; Xavier, Marco Antônio, Carlinhos (Fernandinho) e Pepe.
Técnico: Jorge Pinto de Souza.
Garça: Chiquinho; Ari, Brito, Pedroso e Abgar; João Luiz e Grilo; Maurílio, Cláudio, Pulga (Ramalho) e Mário César (Rogério).
Técnico: Francisco Valeriano.

Destaque:
Em jogo dramático, disputado no acanhado estádio da cidade de Garça, o Esporte Clube São José sagrou-se campeão paulista da Primeira Divisão de 1972. Ganhou o primeiro jogo de 3 a 0, no Martins Pereira, gols de Dandô, Xavier e Pedroso, contra.
Não houve acesso para a Divisão Especial, o que gerou protestos em São José dos Campos. A Federação só ofereceu uma Taça e um prêmio em dinheiro, o que previa o regulamento.

 

TERCEIRO ACESSO em 1980
Campeão da 2ª Divisão de 1980 (hoje Série A2).
Jogo Final realizado em 29 de Outubro de 1980
São José 4 x 0 GE Catanduvense

Local: Estádio Paulo Machado de Carvalho (Pacaembu), em São Paulo.
Gols: Tião Marino 11 e 14 (1ºT); Baitaca 29 e Edinho 38 (2ºT).
Árbitro: Dulcídio Wanderley Boschillia.
Auxiliares: Roberto Nunes Morgado e Márcio Campos Sales.
Renda: Cr$ 1.506.080,00
Público: 15.959.
São José: Tonho; Darci, Walter Passarinho, Ademir Gonçalves e Nelsinho; Ademir Melo, Tata e Esquerdinha; Edinho (China), Tião Marino (Baitaca) e Nenê.
Técnico: Henrique da Silva Passos.
Catanduvense: Barbiroto; Zé Luiz, Décio (Cássio), Bassi e Térsio; Zico, Edmílson e Arlem; João Carlos, Reinaldo e Adauto (Aripe).
Técnico: Dalmo Gaspar.

Destaque:
O São José conquista o título de campeão da Segunda Divisão e pela primeira conquista o acesso para o Paulistão.

 

QUARTO ACESSO - TAÇA DE OURO em 1981
Jogo da classificação realizado em 18 de Outubro de 1981
São José 1 x 0 EC Taubaté – Paulistão / Returno

Local: Estádio Joaquim de Moraes Filho, em Taubaté.
Gol: Nenê 27 (1ºT).
Árbitro: Márcio Campos Sales.
Renda: Cr$ 2.692.300,00.
Público: 13.363.
São José: Ivan; Sotter, Darci, Ademir Gonçalves e Campina; Gérson Andreotti, Ademir Melo e Esquerdinha; Edinho, Tião Marino e Nenê. Técnico: Fidélis.
Taubaté: Wagner; Cleto, Dequinha, Dias e Betinho; Carlos Alberto, China (Nenê) e Toninho Taino; Jarbas, Adilson e Lira (Antônio Carlos). Técnico: Pedro Rocha.

Destaque:
O São José classificou-se para o Octogonal decisivo do segundo
turno do Paulistão e garantiu vaga para a Taça de Ouro de 1982.

 

QUINTO ACESSO – 1987
Campeão do Grupo Amarelo e Vice da Divisão Especial (hoje Série A2)
O jogo do acesso realizado em 03 de Dezembro de 1987
São José 2 x 0 Comercial FC (Ribeirão Preto) – Finais

Local: Estádio Francisco de Palma Travassos, em Ribeirão Preto.
Gols: Gilberto 40 (1ºT); Ricardo 29 (2ºT).
Árbitro: José de Assis Aragão.
Auxiliares: Edmundo Lima Filho e Alcírio Ferreira Walter Agostinho.
Cartão amarelo: Iraci (Comercial).
Renda:  Cz$ 90.900,00. Público – 909.
São José: Moreira; Alves, Osmar Guarnelli, André Luís e Sérgio Moura; Zé Carlos, Gilberto (Manó) e Tonho; Luís Silvio, Ricardo e Ademir Padilha (Serginho).
Técnico: Vail Motta.
Comercial: Gúbio; Paulinho Pereira, Luís Alberto, Iraci e Jerry; Tim, Luís Carlos e Ivair; Petróleo, Paulinho e Wilsinho (Claudinho).
Técnico: Macalé.

Destaque:

O São José sagrou-se campeão por antecipação do Grupo
Amarelo da Divisão Especial, obtendo o direito de subir para a Primeira Divisão em 1988.

 

SEXTO ACESSO em 1989
Vice-campeão brasileiro da Série B com direito a disputar no ano seguinte o campeonato brasileiro da Série A.
Jogo do acesso disputado em 13 de Dezembro de 1989
São José 1 x 1 AE Catuense/BA
Brasileiro / Divisão Especial / Semifinal Jogo de Volta

Local: Estádio Antônio Pena, em Alagoinhas.
Gols: Vandick 47 (1ºT); Romildo 21 (2ºT).
Árbitro: Pedro Carlos Bregalda/RJ.
Auxiliares: João José Loureiro e Teodoro de Castro Lino.
Cartões amarelos: Marquinhos, Pingo e Serginho (SJ); Lameu(Catuense).
Renda: Ncz$ 25.565,00.
Público:  2.731
São José: Luís Henrique; Marquinhos, Leandro, Eugênio e Joãozinho; Delacir, Pingo e Zico (Wilson Piracicaba); Henrique, Romildo e Serginho (Marcelo).
Técnico: Paulo Emílio.
Catuense: Vanderlei; Toté, Lameu, Marcílio e Miguel; Marcondes (Émerson), Emo e Diógenes; Rogério Martins (Adelvando), Vandick e Esquerdinha.
Técnico: Francisco Assis, o Chiquinho.

Destaque:

O São José classificado para o Brasileiro da Série “A” em 1990. E vai disputar o título da Divisão Especial com o Bragantino, que também subiu.

 

SÉTIMO ACESSO em 1996
3º colocado da Série A2, voltando para o Paulistão em 97.
Jogo do acesso disputado em 21 de Julho de 1996
São José 0 x 0 AA Internacional (Limeira)
Paulistão / Série A2 / Quadrangular / 2º Turno
Estádio Major José Levy Sobrinho, em Limeira.
Árbitro: Oscar Roberto Godói.
Auxiliares: Walter José dos Reis e Carlos Roberto Silva.
Cartões amarelos: Josias, Joãozinho e Basílio (SJ); Daniel Júnior (Inter).
Renda: R$ 83.790,00.
Público: 15.779.
São José: Charles; Josias, Pedro Paulo, Rangel e Joãozinho; Ademir, Nem Marcus Vinícius; Paulo Roberto (Claudinho), Basílio (Fábio) e Silva (Reginaldo).
Técnico: Gilson Nunes.
Internacional: Leandro; Alberto (Jomar), Fernando, Amarildo Constâncio e Daniel Júnior; Zelito, Piá (Walmir), Tadeu e Edu Marangon; Paulinho e Cleto (Marquinhos).
Técnico: Pepe.
Destaque:
No outro jogo, Portuguesa Santista 1 x 0 Ituano.
Com os resultados da rodada, subiram para a Série A1: Internacional de Limeira, Portuguesa Santista e São José.

Resumo:
01 Acesso da 4ª Divisão para a 3ª (1964)
02 Acessos da 3ª Divisão para a 2ª (1965) e (2006)
03 acessos para o Paulistão (1980, 1987 e 1996)
02 acessos para o Brasileirão (1981 e 1989)

Outros Títulos:

1966 – CAMPEÃO DO TORNEIO RUI DÓRIA
(AE Guaratinguetá, Caçapavense e Taubaté foram os adversários)
Jogo do título disputado em 19 de Março de 1966
São José 1 x 0 EC Taubaté
Torneio Quadrangular Dr. Rui Rodrigues Dória.
Estádio Martins Pereira.
Árbitro e renda: sem registro.
Gol: Cláudio, contra.
São José: Sérgio; Baiano, Alemão e Ajato; Adhemar Alves e Zé Américo (Teodoro); Bolacha (Leônidas), Nene, Zé Luiz, Valdir e Bicudo.
Técnico: Diede Lameiro.
Destaque:
Ao derrotar seus três rivais do Vale do Paraiba, o Esporte Clube São José sagrou-se campeão do Torneio Quadrangular Dr. Rui Rodrigues Dória (renomado médico de São José dos Campos, falecido naquele ano). A consagração regional ocorreu em cima do seu maior rival, o Esporte Clube Taubaté, para delírio da torcida joseense.

1967 – CAMPEÃO DO TORNEIO DO VALE
(Troféu II Centenário de São José dos Campos)
Jogo do título disputado em 14 de Maio de 1967
São José 2 x 1 AE Guaratinguetá
2º Jogo - Estádio Martins Pereira (velho), em SJ dos Campos.
Árbitro: José Batista dos Santos.
Renda – não houve (portões abertos).
Gols – Eliseu e Valdir para o São José; Gil para a Esportiva.
São José: Edson; Baiano, Meira, Flávio e Ajato; Teodoro e Valdir; Bolacha, Norival (Pio), Zé Luiz e Eliseu. Técnico: Diede Lameiro.
Esportiva: Lamim; Arnaldo, Jorge, Ribeiro e Carlinhos; Tião e Totó; Jacob, Bié (Julião), Zé Maria (Jorge Machado) e Gil.
Destaque:
Com esta vitória sobre a AE Guaratinguetá, o Esporte Clube São José sagrou-se campeão do Torneio do Vale do Paraíba, ganhando merecidamente o Troféu II Centenário de São José dos Campos.

VICE-CAMPEÃO PAULISTA DA SÉRIE A1 em 1989 –
(Classificado para a Copa do Brasil)
2º Jogo da final realizado em 02 de Julho de 1989
São José 0 x 0 São Paulo FC (São Paulo)
Estádio Cícero Pompeu de Toledo (Morumbi), em São Paulo.
Árbitro: José de Assis Aragão.
Auxiliares: Sérgio Fernandes do Prado e Daniel Fernandes.
Cartões amarelos: Juninho e André Luiz (São José); Nei (São Paulo).
Renda: Ncz$ 530.760,00. Público: 97.965 (69 não pagantes).
São José: Luiz Henrique; Marcelo, Juninho, André Luiz e Joãozinho; Delacir, Fabiano (Wilson Piracicaba) e Vânder Luiz; Donizete (Henrique), Toni e Tita.
Técnico: Ademir Melo.
São Paulo: Gilmar; Zé Teodoro, Adilson, Ricardo e Nelsinho; Vizolli, Bobô (Benê) e Raí; Mário Tilico, Nei (Bernardo) e Edivaldo.
Técnico: Carlos Alberto Silva.
Destaque:
São Paulo, campeão paulista de 89.
São José, vice-campeão paulista.
Os dois classificados para a Copa do Brasil/90.

1996 – CAMPEÃO DA COPA VALE
2º Jogo do título realizado em 11 de Fevereiro de 1996
São José 2 x 0 Aparecida EC (Aparecida)
Estádio Martins Pereira.
Gols – Eduardo 16 e Claudinho 31 (2ºT)
Árbitro: Paulo César de Oliveira.
Auxiliares: Mário Pires do Amaral e Alaor José Rodrigues.
Expulsões: Celso e Sandro (São José).
Cartões amarelos: Silvio, Silvinho e Claudinho (SJ); Nelson, Moisés e Vítor (Aparecida).
Renda – R$ 5.000,00. Público – 1.000.
São José: Wlamir; Josias, Silvio, Henrique (Celso) e Carlos Alberto; Oliveira, Abílio (Lindolfo) e Sandro; Silvinho (Eduardo), Silva e Claudinho.
Técnico – Tata.
Aparecida: Altair; Nelson, Ânderson, Marcelo e Kubas; Moisés (Vítor), Said e Romero; Zé Carlos (Adriano), Paloma e Jaílton (Manó).
Técnico: Arnaldo Madureira.
Destaque:
São José, campeão da Copa Vale.

Fonte: Alberto Simões - Historiador
 

ENQUETE

Siga o São José no

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

TROFÉU ÁGUIA

Jogadores com melhores médias

Taubaté 1 x 1 São José

Para votar clique aqui.

Patrocinadores e Parceiros

© 2015 São José E.C. - Todos os direitos reservados

Desenvolvimento: DB9